Autodesenvolvimento. Uma jornada progressiva e expansiva.

29-01-2021

Durante a vida, todo ser humano é impulsionado a mudar, teu desenvolvimento físico, cognitivo e emocional acontece naturalmente, pois ao longo do caminho diversos fatores impulsionam esse processo.

"A maioria das pessoas pensa que o que elas veem "lá fora" é realmente o que está "lá fora", e o que o mesmo mundo está disponível para todos - tudo o que elas têm que fazer é olhar. Mas o que os estudos de desenvolvimento humano mostram é que, em cada nível de nosso desenvolvimento, realmente vemos, sentimos e interpretamos o mundo de formas totalmente diferentes." Ken Wilber.

A questão que esta jornada é progressiva e expansiva e escolher percorrê-la com auto responsabilidade, é fundamental, pois assim nos apropriamos que temos os recursos disponíveis para esse caminho e o que não temos somos autoconfiantes para buscar.

Vale dizer que devido às condições de vida e potencial individual cada pessoa tem seu jeito e tempo para avançar e é fundamental aceitar e respeitar que seja dessa forma, pois é assim que o caminho será fluído, leve e que tal alegre?

Em determinadas fases será necessário criar um caos consciente para desacomodar o que não serve mais e expandir as novas possibilidades e o momento de mudar de fase tem suas características e se você ficar atento a elas saberá a hora de investir tempo, energia e muitas vezes dinheiro em ações de desenvolvimento.

É importante que você saiba que cada fase também tem necessidades a serem preenchidas então, não adianta querer colocar os bois na frente da carroça, saiba onde está, o que quer e precisa no aqui e agora.

Um olho no peixe e outro no gato.

Ao longo da história da humanidade, diversos estudos sobre comportamento foram realizados e a partir disso, teorias e metodologias foram criadas para apoiar, facilitar e acelerar o desenvolvimento humano, afinal conhecimento nos dá possibilidade de ação com mais assertividade.

De tudo que já vi, li e estudei as abordagens que mais demonstram, ao longo da minha experiência profissional e vivência pessoal, contribuir para uma visão integrativa são àquelas que falam sobre a consciência humana.

É óbvio que conhecer seu perfil comportamental, personalidade, forças, fragilidades é importantíssimo!

Porém, é através dos níveis de consciência que você caminha num processo evolutivo e este tem relação direta com suas condições de vida e é isso que vai te possibilitar ampliar visão sobre as escolhas e prioridades, o mar é o mesmo, mas estamos em barcos diferentes!

Segundo estudos da Dinâmica da Espiral, realizado por Ken Wilber e utilizada por Nelson Mandela para criar as condições e mudar a realidade e o sistema de valores da África do Sul, apenas 1% da população mundial tem condições de assumir papel dominante para contribuir para a expansão de um nível de consciência humana integrativo e sistêmico, onde teremos a possibilidade de identificar claramente os níveis anteriores e as realidades, e necessidades de cada um deles.

O diferencial deste nível é que o foco é VIVER e não SOBREVIVER como nos anteriores.

Esse nível surgiu há 50 anos, então, temos um caminho para percorrer para que socialmente possamos sentir os reflexos desta visão.


Claudiane Teixeira