Como estou agora.

12-06-2020

O tempo passou, não sou mais a menina que corria pelas ruas para brincar, mas sinto em mim a energia de me sentir constantemente em movimento.

O tempo vai passar de qualquer forma.

O que eu quero fazer com ele?

Ele também me deixou marcas, estrias, gordurinhas, celulites, marcas de expressões, flacidez, já briguei com a balança inúmeras vezes, já fiz cirurgia plástica, já fui loira, morena e ando querendo ser ruiva. No final o que importa é se minhas escolhas me satisfazem.

Lido com o que não me faz bem como posso, então, tem dias que está tudo bem e tem dias que não.

O que aprendi é que minha beleza está na coragem de ser o que eu quiser ser, no amor que sinto por mim, na determinação de continuar o caminho mesmo quando os desafios parecerem grandes demais.

Meu corpo é apenas onde minha alma e coração habitam, e cuido dele com o carinho de quem aprendeu a ser gentil com seu próprio coração e a ter compaixão por estar vulnerável, alma inquieta que escolho ser.

Estou aqui agora, feliz como estou, sabendo que o tempo que virá me trará novas marcas e eu aguardo na expectativa de tê-las por que é isso que me faz sentir que estou viva.