Dança Solta pra Voar

30-05-2020

Já olhou o movimento dela?

Já viu o balanço dela?

Se tiver sorte ganha um cheiro, teu remelexo é pra cair o queixo.

O balanço do teu corpo é um encanto, uma menina mora lá, toque de dança balança se solta pra voar.

Alma livre, gira e mexe os pés, quer ser feliz e tem fé.

Suas mãos macias para cima, mexe pra dar ginga, quando descem dão o tom pro gingado ficar bom.

Recebe o toque, da vida quer mais que um cheiro no cangote.

Vai menina, se solta pra voar, sua vida está a desabrochar, suas feridas estão a cicatrizar.

Tua alma quer curar, o coração já ouve a canção, vai dançar em celebração!

Teu coração com amor e gratidão, teu corpo balança, sabe que é fruto da arte, da música e da dança.

Menina? Só quando quer! Nela há uma mulher.

Teu passo firme, sabe o que quer, teu sorriso ilumina teu próximo ritmo.

Pra onde vai balança, com seu toque solta, flui e encanta.

Pensou que era loucura, mas com coragem fez o Solturas.

Vai pra lá, vem pra cá. Aprecie seu requebrar.

Mulher firma o pé, endireita essa coluna, ergue o rosto, fecha os olhos, sente o gosto do seu dançar.

Vai pra lá, vem pra cá. Sente a música.

Segura as mãos e arrasta o pé no chão.

Vai pra lá, vem pra cá. Mexe a cintura.

Dança solta, se prepara para voar!


Claudiane Teixeira