Dançar conforme a música!

17-12-2020

Não é de hoje que falamos de muDANÇA, há alguns anos no mundo corporativo falávamos do mundo VUCA e da importância de desenvolver habilidades para lidar com ele e ter alto nível de contribuição para resultados cada vez mais sustentáveis para as organizações.

Num ano com uma pandemia o mundo VUCA extrapolou as paredes das empresas e me parece que está na hora de muDANÇAS.

Agora fala-se do mundo BANI (Brittle - Frágil, Anxious - Ansioso, Nonlinear- Não linear, Incomprehensible - Incompreensível).

Muda-se os termos, o foco, a linguagem, mas gente, mudar faz parte do mundo há algum tempo não é mesmo?! Se não fosse as muDANÇAS não estaríamos e nem seríamos o que estamos hoje.

O mundo é um reflexo de nós, das forças e fragilidades e das escolhas que fazemos e é isso que faz nossa realidade atual, que também é consequência da história da evolução do ser humano ou não, escolhas!

Eu sei que mudar é um desafio, mas... muDANÇAS sempre vão ocorrer!

O ser humano é resistente a mudança! Gosta da inércia!

Sair da zona de conforto não é fácil e vamos combinar?

Mudar dá trabalho! Fazer novas escolhas requer empenho.

E atire a primeira pedra que nunca pensou que o melhor seria ter como mantra a música de Zeca Pagodinho: "deixe a vida me levar".

"A mente tem um dilema. Tem medo de mudanças, mudanças mais profundas, mas a mente é atraída pela VIDA, que é muDANÇA. Portanto, mantenha sua atenção no seu corAÇÃO."

Mooji

Segundo Jamais Cascio, antropólogo, autor e futurista norte americano que observou que o VUCA estava obsoleto e não funcionava em um mundo tomado pela pandemia, a estrutura BANI (Brittle - Frágil, Anxious - Ansioso, Nonlinear- Não linear, Incomprehensible - Incompreensível) oferece uma perspectiva para ver o que está acontecendo no mundo.

Para enfrentar a fragilidade, será necessário resiliência e liberdade, a ansiedade pode ser aliviada por empatia e atenção plena; a não linearidade precisa de flexibilidade. E incompreensibilidade pede transparência e intuição.

"Essas podem muito bem ser mais reações do que soluções, mas sugerem a possibilidade de que respostas possam ser encontradas", comenta Jamais.

MuDANÇAS é um movimento natural da vida, e cada um de nós do seu jeito e do seu tempo percorre esse caminho, quanto tempo é necessário para você desapegar-se do que não serve mais e incluir o novo?

E meu convite com este artigo é te convidar a esvaziar o copo antes de enche-lo, é exaustivo somar sem subtrair, dividir por vezes é necessário para depois multiplicar.

O que você precisa desapegar-se para desenvolver habilidade para este mundo BANI?

A turbulência e confusão são características do ciclo da mudança: respire, descanse e continue!

Compreenda as barreiras: o que está fazendo você resistir a muDANÇA?

Há uma curva de aprendizagem busque novas informações, apoio social, de amigos e profissional.

E se imaginar o futuro está cada vez mais complexo e imprevisível, que tal identificar o que faz sentido para você neste aqui e agora?

Que tal uma jornada mais minimalista, leve, alegre e fluída?

Afinal o nosso tempo neste mundo é incerto e se você está lendo este artigo até o final, agradeça!

Em 2020, morreram até 15/12/2020 segundo o ministério da saúde, 182.799 pessoas no Brasil vítimas do coronavírus e mais não sei quantas por violência e outros problemas sociais, econômicos e de saúde que temos.

Então faça seu melhor hoje e dance com as muDANÇAS ainda que você não escute a música, ela está aí na sua capacidade de sonhar e confiar, então dance e coloque sua música!

Vem 2021, quero muDANÇAS! 


Claudiane Teixeira